Acrísio critica “uberização” das relações trabalhistas


O deputado Acrísio Sena destacou os dados de agosto deste ano divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, que mostraram que apenas em dois estados brasileiros o número de pessoas com carteira assinada supera o número de pessoas que dependem do auxílio emergencial. “A ausência de um plano federal que gere emprego, crédito e renda prejudica o desenvolvimento do país e nos impossibilita de pensar no futuro, situação que é ainda mais grave e cruel para os trabalhadores”, alertou. Ainda de acordo com ele, a situação atual é de concentração de trabalho sem qualificação, a qual chamou de “uberização” do trabalho, que se trata basicamente da combinação do uso da força de trabalho com as novas tecnologias, mas sem direitos trabalhistas garantidos

ENTRE EM CONTATO