Acrísio Sena questiona ataques à democracia: “por que Bolsonaro ainda não foi afastado?”


Na sessão desta quinta (12), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Acrísio Sena (PT) criticou os ataques sistemáticos do presidente Bolsonaro ao sistema democrático. Ele lembrou que, em 2,5 anos de governo, Bolsonaro atacou governadores, Congresso Nacional e o STF, afrontando a democracia e a Constituição. Segundo dados da ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), houve 87 ataques de Bolsonaro à imprensa só no primeiro semestre de 2021. Acrísio lembrou que o presidente insiste na tese de fraude nas urnas eletrônicas, sem mostrar provas, e tentou usar os militares para fazer ameaças, como ocorreu dia 10, ao promover o desfile de carros militares na Praça dos Poderes. 

Há também o desastre na gestão da pandemia, com mais de 565 mil mortes, com o governo federal recusando 11 ofertas formais de compra de vacinas contra a Covid desde 2020. “O jornalista Reinaldo Azevedo listou 22 crimes de responsabilidade já praticados pelo presidente. Existem 127 pedidos de impeachment, aguardando apreciação do presidente da Câmara, Arthur Lira. O Brasil está perguntando: por que Bolsonaro ainda não foi afastado?”, finalizou.

ENTRE EM CONTATO